• ANTOLOGIA NEURÓTICA
  • BANANEWS!
  • CANTINHO DO PSEUDISMO
  • CARTA ABERTA
  • CHARGES DO BENETT
  • COOL de "A" a "Z"
  • DIÁRIOS DO ARAN
  • FAZENDO MÉDIUM
  • HORÓSCOPO
  • LISTAS
  • MARCHA DA HISTÓRIA
  • MEME PERDIDO
  • MIMIMILLENNIAL
  • O FALCÃO DILMÊS
  • PENSAMENTOS ESTÚPIDOS
  • REPÚBLICA INDICA
  • ROME PAGE
  • SOLDA CÁUSTICO
  • TELMA LUÍZA
  • TERREIRO DO PAI SIGMUND
  • TIRAS DO JÃO
  • TURISTAS NA REPÚBLICA
  • VENDAVAL DE EMOÇÕES
  • BANANEWS!

    Denise Rossi

    Ministério do Turismo Vai Incorporar Impeachment ao Calendário de Atrações Folclóricas do Brasil

    images

    Dada sua repetição em intervalos cada vez menores de tempo, o Ministério do Turismo vai incorporar o impeachment presidencial ao calendário das festas tipicamente brasileiras, como o carnaval, as cavalhadas, o congado, as festas juninas e o bumba-meu-boi.

    A atração tem o potencial de atrair milhares de jornalistas de todo o planeta, movimentando os hotéis, boates e os bordéis brasileiros.

    A festa deve ser incrementada com a criação de músicas tema, desfile de black blocs, rompimento de bens públicos e da ordem democrática, queima de fogos de efeito moral, campeonatos de tiro-ao-alvo com balas de borracha, exibição do pato da FIESP e do popular Luleco – que muitos creem pode se tornar o próximo Cristo Redentor.

    “A festa será uma iniciativa das parcerias público-privadas, já que a Friboi, a Odebrecht e a OAS – entre outras – já investem milhões de dólares anualmente para viabilizar a festa, mesmo sem expectativa de retorno publicitário” disse o Ministro, poucos minutos antes de sua demissão e substituição por alguém igualmente incompetente de uma sigla de aluguel que apoiaria por 4 dias o atual mandatário da nação.

    A malhação do presidente deve substituir a popular malhação do Judas nos Sábados de Aleluia – e, dependendo do estado de espírito da população, pode ser realizada não com bonecos –  mas com o presidente em exercício em pessoa, criando uma alternativa humanitária às cada vez mais condenadas touradas.

    Criar a festa dispensaria os cansativos ritos de aceitação do impeachment por parte do presidente da câmara de deputados, tornando-se automática decorridos dois anos do início do mandato.

    Um secretário da área  perguntou se a festa seria mantida em caso de eleição de um presidente sério e comprometido com os ideais do povo brasileiro.

    A turma do ministério riu muito e testou métodos de malhação com o engraçadinho, cujo corpo foi encontrado deformado na Esplanada dos Ministérios.

     

     

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    Ministério do Turismo Vai Incorporar Impeachment ao Calendário de Atrações Folclóricas do Brasil

    Dada sua repetição em intervalos cada vez menores de tempo, o Ministério do Turismo vai incorporar o impeachment presidencial ao calendário das festas tipicamente brasileiras, como o carnaval, as cavalhadas, o congado, as festas juninas e o bumba-meu-boi.

    A atração tem o potencial de atrair milhares de jornalistas de todo o planeta, movimentando os hotéis, boates e os bordéis brasileiros.

    A festa deve ser incrementada com a criação de músicas tema, desfile de black blocs, rompimento de bens públicos e da ordem democrática, queima de fogos de efeito moral, campeonatos de tiro-ao-alvo com balas de borracha, exibição do pato da FIESP e do popular Luleco – que muitos creem pode se tornar o próximo Cristo Redentor.

    “A festa será uma iniciativa das parcerias público-privadas, já que a Friboi, a Odebrecht e a OAS – entre outras – já investem milhões de dólares anualmente para viabilizar a festa, mesmo sem expectativa de retorno publicitário” disse o Ministro, poucos minutos antes de sua demissão e substituição por alguém igualmente incompetente de uma sigla de aluguel que apoiaria por 4 dias o atual mandatário da nação.

    A malhação do presidente deve substituir a popular malhação do Judas nos Sábados de Aleluia – e, dependendo do estado de espírito da população, pode ser realizada não com bonecos –  mas com o presidente em exercício em pessoa, criando uma alternativa humanitária às cada vez mais condenadas touradas.

    Criar a festa dispensaria os cansativos ritos de aceitação do impeachment por parte do presidente da câmara de deputados, tornando-se automática decorridos dois anos do início do mandato.

    Um secretário da área  perguntou se a festa seria mantida em caso de eleição de um presidente sério e comprometido com os ideais do povo brasileiro.

    A turma do ministério riu muito e testou métodos de malhação com o engraçadinho, cujo corpo foi encontrado deformado na Esplanada dos Ministérios.

     

     

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone
    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    Ministério do Turismo Vai Incorporar Impeachment ao Calendário de Atrações Folclóricas do Brasil

    Dada sua repetição em intervalos cada vez menores de tempo, o Ministério do Turismo vai incorporar o impeachment presidencial ao calendário das festas tipicamente brasileiras, como o carnaval, as cavalhadas, o congado, as festas juninas e o bumba-meu-boi.

    A atração tem o potencial de atrair milhares de jornalistas de todo o planeta, movimentando os hotéis, boates e os bordéis brasileiros.

    A festa deve ser incrementada com a criação de músicas tema, desfile de black blocs, rompimento de bens públicos e da ordem democrática, queima de fogos de efeito moral, campeonatos de tiro-ao-alvo com balas de borracha, exibição do pato da FIESP e do popular Luleco – que muitos creem pode se tornar o próximo Cristo Redentor.

    “A festa será uma iniciativa das parcerias público-privadas, já que a Friboi, a Odebrecht e a OAS – entre outras – já investem milhões de dólares anualmente para viabilizar a festa, mesmo sem expectativa de retorno publicitário” disse o Ministro, poucos minutos antes de sua demissão e substituição por alguém igualmente incompetente de uma sigla de aluguel que apoiaria por 4 dias o atual mandatário da nação.

    A malhação do presidente deve substituir a popular malhação do Judas nos Sábados de Aleluia – e, dependendo do estado de espírito da população, pode ser realizada não com bonecos –  mas com o presidente em exercício em pessoa, criando uma alternativa humanitária às cada vez mais condenadas touradas.

    Criar a festa dispensaria os cansativos ritos de aceitação do impeachment por parte do presidente da câmara de deputados, tornando-se automática decorridos dois anos do início do mandato.

    Um secretário da área  perguntou se a festa seria mantida em caso de eleição de um presidente sério e comprometido com os ideais do povo brasileiro.

    A turma do ministério riu muito e testou métodos de malhação com o engraçadinho, cujo corpo foi encontrado deformado na Esplanada dos Ministérios.

     

     

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone
    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    Tulio Andrade Flagrado em Grampo com a Contravenção

    Tulio-PB-150x150

    O humorista Tulio Andrade foi flagrado em conversas inapropriadas com contraventores de sua cidade, em grampo autorizado pela Legião Brasileira de Assistência e pela Fundação Cobra Coral. Com a apresentação da fita, o profissional foi imediatamente demitido da República Dos Bananas, embora siga publicando em veículos menos exigentes com a ética de seus colaboradores, como o The New York Times, o The Guardian e a Gazeta do Capão Redondo.
    Segue transcrição da conversa, tida como pouco republicana
    Tulio – Põe vinte real na vaca
    Bicheiro – Vaca não pode. A chefia proibiu por causa das treta da Friboi
    Tulio (Bem-humorado) – Porra, logo hoje que eu sonhei com a tua mãe
    Bicheiro – Tomá no rabo, Tulio.
    Tulio – Põe vintão no ornitorrinco
    Bicheiro – (inaudível, porém claramente irritado)
    Tulio – Coloca no viado, então
    Bicheiro – Também não pode. Depois da injusta demissão do genial Renzo Mora da República dos Bananas, que Antônio Candido dizia ser a alma e o espírito do site e o mais talentoso escritor de sua geração, o homem que revolucionou a escrita e Príncipe dos Poetas, a Águia de Haia de nossos dias, patrono da cracolândia romântica e símbolo sexual bananeiro, viado não pode
    Tulio – Vai se fuder que eu vou jogar na Mega sena
    Tulio declarou arrependimento “Porra, deu vaca na cabeça”

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    Tulio Andrade Flagrado em Grampo com a Contravenção

    O humorista Tulio Andrade foi flagrado em conversas inapropriadas com contraventores de sua cidade, em grampo autorizado pela Legião Brasileira de Assistência e pela Fundação Cobra Coral. Com a apresentação da fita, o profissional foi imediatamente demitido da República Dos Bananas, embora siga publicando em veículos menos exigentes com a ética de seus colaboradores, como o The New York Times, o The Guardian e a Gazeta do Capão Redondo.
    Segue transcrição da conversa, tida como pouco republicana
    Tulio – Põe vinte real na vaca
    Bicheiro – Vaca não pode. A chefia proibiu por causa das treta da Friboi
    Tulio (Bem-humorado) – Porra, logo hoje que eu sonhei com a tua mãe
    Bicheiro – Tomá no rabo, Tulio.
    Tulio – Põe vintão no ornitorrinco
    Bicheiro – (inaudível, porém claramente irritado)
    Tulio – Coloca no viado, então
    Bicheiro – Também não pode. Depois da injusta demissão do genial Renzo Mora da República dos Bananas, que Antônio Candido dizia ser a alma e o espírito do site e o mais talentoso escritor de sua geração, o homem que revolucionou a escrita e Príncipe dos Poetas, a Águia de Haia de nossos dias, patrono da cracolândia romântica e símbolo sexual bananeiro, viado não pode
    Tulio – Vai se fuder que eu vou jogar na Mega sena
    Tulio declarou arrependimento “Porra, deu vaca na cabeça”

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone
    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    Tulio Andrade Flagrado em Grampo com a Contravenção

    O humorista Tulio Andrade foi flagrado em conversas inapropriadas com contraventores de sua cidade, em grampo autorizado pela Legião Brasileira de Assistência e pela Fundação Cobra Coral. Com a apresentação da fita, o profissional foi imediatamente demitido da República Dos Bananas, embora siga publicando em veículos menos exigentes com a ética de seus colaboradores, como o The New York Times, o The Guardian e a Gazeta do Capão Redondo.
    Segue transcrição da conversa, tida como pouco republicana
    Tulio – Põe vinte real na vaca
    Bicheiro – Vaca não pode. A chefia proibiu por causa das treta da Friboi
    Tulio (Bem-humorado) – Porra, logo hoje que eu sonhei com a tua mãe
    Bicheiro – Tomá no rabo, Tulio.
    Tulio – Põe vintão no ornitorrinco
    Bicheiro – (inaudível, porém claramente irritado)
    Tulio – Coloca no viado, então
    Bicheiro – Também não pode. Depois da injusta demissão do genial Renzo Mora da República dos Bananas, que Antônio Candido dizia ser a alma e o espírito do site e o mais talentoso escritor de sua geração, o homem que revolucionou a escrita e Príncipe dos Poetas, a Águia de Haia de nossos dias, patrono da cracolândia romântica e símbolo sexual bananeiro, viado não pode
    Tulio – Vai se fuder que eu vou jogar na Mega sena
    Tulio declarou arrependimento “Porra, deu vaca na cabeça”

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone
    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    URGENTE! DIVULGADA GRAVAÇÃO DE CONVERSA DE JOÃO FIOROT COM A GALERA DA NOVA MPB (MENOS A CÉU) E HUMORISTA...

    fBh3ffHk.jpg-large

    O cartunista, ensaísta, crítico, pederasta e colunista do Republica dos Bananas, João Fiorot, foi encontrado em uma reunião no vão do MASP com a galera da nova MPB (menos a Céu), dois lutadores mexicanos de luta livre e imigrante ilegal boliviano.

     

    O meliante ainda tentou negar o caráter claramente conspiratório da reunião (menos da Céu): “Tudo bem. Me pegaram. Mas qual o conteúdo da reunião? É um absurdo divulgarem isso assim, sem nenhum cuidado. Eu tenho o direito ao sigilo da fonte!”, esbravejou.

     

    A demissão de Fiorot foi exigida pelo DCM, pela Carta Capital, a Veja e a Turma da Mônica. Entre as acusações, destacam-se as de que Fiorot seria agente triplo da CIA, do Mossad e da KGB. “Está bem claro isso. É só olhar as pistas com atenção. Já percebeu que Fiorot ao contrário é Toroif? Só não vê quem não quer.”, declarou Mino Carta.

     

    Fiorot não resistiu às pressões, e pediu demissão, mas prometeu reagir: “Aguardem! É apenas um recuo temporário. Eu e minha turma (menos a Céu) vamos voltar. Não descansaremos enquanto não tomarmos o poder no República. Eu quero ser califa no lugar do califa. Fora Aran! Fora Aran!”

     

    Questionado sobre os lutadores mexicanos e o imigrante boliviano, Fiorot desconversou: “São estudantes de intercâmbio, e estão passando um tempo lá em casa. Nada a ver.”

     

    Com agências

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    URGENTE! DIVULGADA GRAVAÇÃO DE CONVERSA DE JOÃO FIOROT COM A GALERA DA NOVA MPB (MENOS A CÉU) E HUMORISTA...

    O cartunista, ensaísta, crítico, pederasta e colunista do Republica dos Bananas, João Fiorot, foi encontrado em uma reunião no vão do MASP com a galera da nova MPB (menos a Céu), dois lutadores mexicanos de luta livre e imigrante ilegal boliviano.

     

    O meliante ainda tentou negar o caráter claramente conspiratório da reunião (menos da Céu): “Tudo bem. Me pegaram. Mas qual o conteúdo da reunião? É um absurdo divulgarem isso assim, sem nenhum cuidado. Eu tenho o direito ao sigilo da fonte!”, esbravejou.

     

    A demissão de Fiorot foi exigida pelo DCM, pela Carta Capital, a Veja e a Turma da Mônica. Entre as acusações, destacam-se as de que Fiorot seria agente triplo da CIA, do Mossad e da KGB. “Está bem claro isso. É só olhar as pistas com atenção. Já percebeu que Fiorot ao contrário é Toroif? Só não vê quem não quer.”, declarou Mino Carta.

     

    Fiorot não resistiu às pressões, e pediu demissão, mas prometeu reagir: “Aguardem! É apenas um recuo temporário. Eu e minha turma (menos a Céu) vamos voltar. Não descansaremos enquanto não tomarmos o poder no República. Eu quero ser califa no lugar do califa. Fora Aran! Fora Aran!”

     

    Questionado sobre os lutadores mexicanos e o imigrante boliviano, Fiorot desconversou: “São estudantes de intercâmbio, e estão passando um tempo lá em casa. Nada a ver.”

     

    Com agências

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone
    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    URGENTE! DIVULGADA GRAVAÇÃO DE CONVERSA DE JOÃO FIOROT COM A GALERA DA NOVA MPB (MENOS A CÉU) E HUMORISTA...

    O cartunista, ensaísta, crítico, pederasta e colunista do Republica dos Bananas, João Fiorot, foi encontrado em uma reunião no vão do MASP com a galera da nova MPB (menos a Céu), dois lutadores mexicanos de luta livre e imigrante ilegal boliviano.

     

    O meliante ainda tentou negar o caráter claramente conspiratório da reunião (menos da Céu): “Tudo bem. Me pegaram. Mas qual o conteúdo da reunião? É um absurdo divulgarem isso assim, sem nenhum cuidado. Eu tenho o direito ao sigilo da fonte!”, esbravejou.

     

    A demissão de Fiorot foi exigida pelo DCM, pela Carta Capital, a Veja e a Turma da Mônica. Entre as acusações, destacam-se as de que Fiorot seria agente triplo da CIA, do Mossad e da KGB. “Está bem claro isso. É só olhar as pistas com atenção. Já percebeu que Fiorot ao contrário é Toroif? Só não vê quem não quer.”, declarou Mino Carta.

     

    Fiorot não resistiu às pressões, e pediu demissão, mas prometeu reagir: “Aguardem! É apenas um recuo temporário. Eu e minha turma (menos a Céu) vamos voltar. Não descansaremos enquanto não tomarmos o poder no República. Eu quero ser califa no lugar do califa. Fora Aran! Fora Aran!”

     

    Questionado sobre os lutadores mexicanos e o imigrante boliviano, Fiorot desconversou: “São estudantes de intercâmbio, e estão passando um tempo lá em casa. Nada a ver.”

     

    Com agências

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone
    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    DIVULGADA GRAVAÇÃO DE CONVERSA DE RENZO MORA COM PAPAGAIO PRIÁPICO DE DIREITA, E HUMORISTA PEDE DEMISSÃO DO REPÚBLICA DOS...

    RenzoFoto

    Em um trecho do inominável conteúdo da gravação, o papagaio priápico de direita diz a Renzo Mora: “Diz aí uma coisa bem nojenta”, ao que nosso ex-editor responde sem hesitar: ”Jair Bolsonaro!”.

    Há também inúmeros cortes e lapsos temporais na gravação. “Hein? Tá falando comigo? Tem que manter isso aí…”, diz o colunista do República em resposta à ave extremista.

    Procurado por nossa reportagem, o papagaio priápico de direita não pode responder pois estava correndo atrás de imigrantes da rodovia Imigrantes.

     

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    DIVULGADA GRAVAÇÃO DE CONVERSA DE RENZO MORA COM PAPAGAIO PRIÁPICO DE DIREITA, E HUMORISTA PEDE DEMISSÃO DO REPÚBLICA DOS...

    Em um trecho do inominável conteúdo da gravação, o papagaio priápico de direita diz a Renzo Mora: “Diz aí uma coisa bem nojenta”, ao que nosso ex-editor responde sem hesitar: ”Jair Bolsonaro!”.

    Há também inúmeros cortes e lapsos temporais na gravação. “Hein? Tá falando comigo? Tem que manter isso aí…”, diz o colunista do República em resposta à ave extremista.

    Procurado por nossa reportagem, o papagaio priápico de direita não pode responder pois estava correndo atrás de imigrantes da rodovia Imigrantes.

     

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone
    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    DIVULGADA GRAVAÇÃO DE CONVERSA DE RENZO MORA COM PAPAGAIO PRIÁPICO DE DIREITA, E HUMORISTA PEDE DEMISSÃO DO REPÚBLICA DOS...

    Em um trecho do inominável conteúdo da gravação, o papagaio priápico de direita diz a Renzo Mora: “Diz aí uma coisa bem nojenta”, ao que nosso ex-editor responde sem hesitar: ”Jair Bolsonaro!”.

    Há também inúmeros cortes e lapsos temporais na gravação. “Hein? Tá falando comigo? Tem que manter isso aí…”, diz o colunista do República em resposta à ave extremista.

    Procurado por nossa reportagem, o papagaio priápico de direita não pode responder pois estava correndo atrás de imigrantes da rodovia Imigrantes.

     

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone
    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    DIVULGADA GRAVAÇÃO DE CONVERSA DE EDSON ARAN COM ANÃO ALBINO TRANSEXUAL, E HUMORISTA PEDE DEMISSÃO DO REPÚBLICA DOS BANANAS

    Captura de Tela 2017-05-23 às 17.57.13

    Em um trecho do inominável conteúdo da gravação, o anão albino, pagando de dominatrix verbal, fala a Aran: “Diz aí uma coisa bem nojenta”, ao que nosso ex-editor responde sem hesitar: ”República dos Bananas!”. Há também evidências, na gravação, de inúmeros cortes, todos ordenados pelo anão, ao que Aran obedeceu prontamente, flagelando-se com volúpia e paixão. Procurado por nossa reportagem, o anão albino transexual mandou avisar que responde tu-di-nho, no que nosso correspondente fugiu correndo.

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    DIVULGADA GRAVAÇÃO DE CONVERSA DE EDSON ARAN COM ANÃO ALBINO TRANSEXUAL, E HUMORISTA PEDE DEMISSÃO DO REPÚBLICA DOS BANANAS

    Em um trecho do inominável conteúdo da gravação, o anão albino, pagando de dominatrix verbal, fala a Aran: “Diz aí uma coisa bem nojenta”, ao que nosso ex-editor responde sem hesitar: ”República dos Bananas!”. Há também evidências, na gravação, de inúmeros cortes, todos ordenados pelo anão, ao que Aran obedeceu prontamente, flagelando-se com volúpia e paixão. Procurado por nossa reportagem, o anão albino transexual mandou avisar que responde tu-di-nho, no que nosso correspondente fugiu correndo.

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone
    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    DIVULGADA GRAVAÇÃO DE CONVERSA DE EDSON ARAN COM ANÃO ALBINO TRANSEXUAL, E HUMORISTA PEDE DEMISSÃO DO REPÚBLICA DOS BANANAS

    Em um trecho do inominável conteúdo da gravação, o anão albino, pagando de dominatrix verbal, fala a Aran: “Diz aí uma coisa bem nojenta”, ao que nosso ex-editor responde sem hesitar: ”República dos Bananas!”. Há também evidências, na gravação, de inúmeros cortes, todos ordenados pelo anão, ao que Aran obedeceu prontamente, flagelando-se com volúpia e paixão. Procurado por nossa reportagem, o anão albino transexual mandou avisar que responde tu-di-nho, no que nosso correspondente fugiu correndo.

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone
    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    Mala da JBS alega ingenuidade em nota

    mala-dinheiro-660x330

    Erramos e contrariamos nossos mais profundos princípios morais.

    Nós, malas, somos criadas desde o berço para transportar roupas. É fato que algumas de nós são usadas para levar drogas, contrabando ou mesmo corpos – mas este problema vem diminuindo sensivelmente desde a morte do Chico Picadinho.
    Sobre as denúncias que envolvem nossa ligação com a JBS e o Presidente Temer, temos a declarar:
    Na noite de 28 de abril do presente ano, o deputado afastado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) nos convidou para comer uma pizza.
    Fomos à pizzaria com a melhor das intenções. Comer uma pizza meio calabresa e meio portuguesa. Massa fina. Mas terminamos sendo levadas para um táxi e descobrimos que portávamos R$ 500 mil.
    Devíamos ter notado que havia algo errado – na pizzaria ninguém comeu nada nem nos perguntou que pizza queríamos. Nem uma coca cola nos ofereceram.
    Fomos levadas (literalmente, pela alça) pelas más companhias.
    Assumimos aqui o compromisso público de jamais voltar a jantar com o Rodrigo Rocha Loures. Nossa relação com a JBS sempre foi tensa. Começou quando ele matou nossos parentes para usar seu couro (de nossos parentes, não o do conhecido escroque e açougueiro goiano) para nossa confecção, o que provocou um estranhamento entre nós e os irmãos Joesley, Uéslei, Gosbélei – sei lá – uma porra dessas.
    Na noite desta segunda-feira (22) fomos levados pelo Loures para a Polícia Federal. Se escaparmos dessa, o resto de nossos dias será dedicado a transportar doações para os pobres como penitência.
    Fomos ingênuos – como o Temer e o Aécio. Ou burros como uma mala, reconhecemos.
    Não somos dessas malas de grife, viajadas. Quando os irmãos Joesley, Uéslei, Gosbélei – sei lá – uma porra dessas – vão visitar os sex shops de Nova York, quem vão são malas importadas, da Louis Vuitton, que nem olham na nossa cara e não falam nossa língua.
    Resta-nos o orgulho de dizer que, ao contrário dessas frescas, nós levamos dólares e não plugues anais.
    Somos brasileiras mas preservamos um mínimo de dignidade.

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    Mala da JBS alega ingenuidade em nota

    Erramos e contrariamos nossos mais profundos princípios morais.

    Nós, malas, somos criadas desde o berço para transportar roupas. É fato que algumas de nós são usadas para levar drogas, contrabando ou mesmo corpos – mas este problema vem diminuindo sensivelmente desde a morte do Chico Picadinho.
    Sobre as denúncias que envolvem nossa ligação com a JBS e o Presidente Temer, temos a declarar:
    Na noite de 28 de abril do presente ano, o deputado afastado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) nos convidou para comer uma pizza.
    Fomos à pizzaria com a melhor das intenções. Comer uma pizza meio calabresa e meio portuguesa. Massa fina. Mas terminamos sendo levadas para um táxi e descobrimos que portávamos R$ 500 mil.
    Devíamos ter notado que havia algo errado – na pizzaria ninguém comeu nada nem nos perguntou que pizza queríamos. Nem uma coca cola nos ofereceram.
    Fomos levadas (literalmente, pela alça) pelas más companhias.
    Assumimos aqui o compromisso público de jamais voltar a jantar com o Rodrigo Rocha Loures. Nossa relação com a JBS sempre foi tensa. Começou quando ele matou nossos parentes para usar seu couro (de nossos parentes, não o do conhecido escroque e açougueiro goiano) para nossa confecção, o que provocou um estranhamento entre nós e os irmãos Joesley, Uéslei, Gosbélei – sei lá – uma porra dessas.
    Na noite desta segunda-feira (22) fomos levados pelo Loures para a Polícia Federal. Se escaparmos dessa, o resto de nossos dias será dedicado a transportar doações para os pobres como penitência.
    Fomos ingênuos – como o Temer e o Aécio. Ou burros como uma mala, reconhecemos.
    Não somos dessas malas de grife, viajadas. Quando os irmãos Joesley, Uéslei, Gosbélei – sei lá – uma porra dessas – vão visitar os sex shops de Nova York, quem vão são malas importadas, da Louis Vuitton, que nem olham na nossa cara e não falam nossa língua.
    Resta-nos o orgulho de dizer que, ao contrário dessas frescas, nós levamos dólares e não plugues anais.
    Somos brasileiras mas preservamos um mínimo de dignidade.

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone
    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    Mala da JBS alega ingenuidade em nota

    Erramos e contrariamos nossos mais profundos princípios morais.

    Nós, malas, somos criadas desde o berço para transportar roupas. É fato que algumas de nós são usadas para levar drogas, contrabando ou mesmo corpos – mas este problema vem diminuindo sensivelmente desde a morte do Chico Picadinho.
    Sobre as denúncias que envolvem nossa ligação com a JBS e o Presidente Temer, temos a declarar:
    Na noite de 28 de abril do presente ano, o deputado afastado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) nos convidou para comer uma pizza.
    Fomos à pizzaria com a melhor das intenções. Comer uma pizza meio calabresa e meio portuguesa. Massa fina. Mas terminamos sendo levadas para um táxi e descobrimos que portávamos R$ 500 mil.
    Devíamos ter notado que havia algo errado – na pizzaria ninguém comeu nada nem nos perguntou que pizza queríamos. Nem uma coca cola nos ofereceram.
    Fomos levadas (literalmente, pela alça) pelas más companhias.
    Assumimos aqui o compromisso público de jamais voltar a jantar com o Rodrigo Rocha Loures. Nossa relação com a JBS sempre foi tensa. Começou quando ele matou nossos parentes para usar seu couro (de nossos parentes, não o do conhecido escroque e açougueiro goiano) para nossa confecção, o que provocou um estranhamento entre nós e os irmãos Joesley, Uéslei, Gosbélei – sei lá – uma porra dessas.
    Na noite desta segunda-feira (22) fomos levados pelo Loures para a Polícia Federal. Se escaparmos dessa, o resto de nossos dias será dedicado a transportar doações para os pobres como penitência.
    Fomos ingênuos – como o Temer e o Aécio. Ou burros como uma mala, reconhecemos.
    Não somos dessas malas de grife, viajadas. Quando os irmãos Joesley, Uéslei, Gosbélei – sei lá – uma porra dessas – vão visitar os sex shops de Nova York, quem vão são malas importadas, da Louis Vuitton, que nem olham na nossa cara e não falam nossa língua.
    Resta-nos o orgulho de dizer que, ao contrário dessas frescas, nós levamos dólares e não plugues anais.
    Somos brasileiras mas preservamos um mínimo de dignidade.

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone
    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    THE MARCELA TAPES

    gravador

    A essa altura, todo mundo já sabe que o Joesley, o safadão, gravou uma conversa com o Temer, o breve, e que está dando um bafafá danado.

    O que pouca gente sabe, é que a Marcela também gravou o marido naquele mesmo dia, e, claro, Republica dos Bananas conseguiu a transcrição da conversa.

     

    Marcela: Quem era a essa hora da noite, Mimi?

    Michel: Era o joesley.

    Ma: Joesley? Que nome escroto. E o quê ele queria?

    Mimi: Sei lá. Um papo estranho… Ficava o tempo todo aproximando o bolso do paletó na minha cara.

    Ma: Eita! Será que ele estava te cantando? Ah, deixa pra lá e vem pra cama. Faz aquele machão do discurso pra mim, vai?

    Mimi: Ah, aquilo foi um estravaso. Você sabe que eu não sou assim.

    Ma: Ah, mas faz pra mim. Só hoje. Aquele bem machãozão, forte, viril! Me chama de lagartixa e me joga na parede. Ai!

    Mimi: Tá bem. Lá vai: Marcela, hoje amar-te-ei como nunca amei-te.

    Ma: Não! Mais forte. Machão. Igual ao discurso! Fala uns palavrões!

    Mimi: Certo: Amor, lambê-la-ei todinha. Dar-te-ei uns tapas em suas protuberâncias.

    Ma: Esquece, Michel.

    Mimi: Morder-te-ei até arrancar um naco.

    Ma: Para, Michel. Já perdeu o clima.

    Mimi: Só as cachorras! Hu, hu, hu, hu.

    Ma: É sério, chega! Tira esse penhoar e vem pra cama. E apaga a luz.

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    THE MARCELA TAPES

    A essa altura, todo mundo já sabe que o Joesley, o safadão, gravou uma conversa com o Temer, o breve, e que está dando um bafafá danado.

    O que pouca gente sabe, é que a Marcela também gravou o marido naquele mesmo dia, e, claro, Republica dos Bananas conseguiu a transcrição da conversa.

     

    Marcela: Quem era a essa hora da noite, Mimi?

    Michel: Era o joesley.

    Ma: Joesley? Que nome escroto. E o quê ele queria?

    Mimi: Sei lá. Um papo estranho… Ficava o tempo todo aproximando o bolso do paletó na minha cara.

    Ma: Eita! Será que ele estava te cantando? Ah, deixa pra lá e vem pra cama. Faz aquele machão do discurso pra mim, vai?

    Mimi: Ah, aquilo foi um estravaso. Você sabe que eu não sou assim.

    Ma: Ah, mas faz pra mim. Só hoje. Aquele bem machãozão, forte, viril! Me chama de lagartixa e me joga na parede. Ai!

    Mimi: Tá bem. Lá vai: Marcela, hoje amar-te-ei como nunca amei-te.

    Ma: Não! Mais forte. Machão. Igual ao discurso! Fala uns palavrões!

    Mimi: Certo: Amor, lambê-la-ei todinha. Dar-te-ei uns tapas em suas protuberâncias.

    Ma: Esquece, Michel.

    Mimi: Morder-te-ei até arrancar um naco.

    Ma: Para, Michel. Já perdeu o clima.

    Mimi: Só as cachorras! Hu, hu, hu, hu.

    Ma: É sério, chega! Tira esse penhoar e vem pra cama. E apaga a luz.

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone
    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    THE MARCELA TAPES

    THE MARCELA TAPES

    A essa altura, todo mundo já sabe que o Joesley, o safadão, gravou uma conversa com o Temer, o breve, e que está dando um bafafá danado.

    O que pouca gente sabe, é que a Marcela também gravou o marido naquele mesmo dia, e, claro, Republica dos Bananas conseguiu a transcrição da conversa.

     

    Marcela: Quem era a essa hora da noite, Mimi?

    Michel: Era o joesley.

    Ma: Joesley? Que nome escroto. E o quê ele queria?

    Mimi: Sei lá. Um papo estranho… Ficava o tempo todo aproximando o bolso do paletó na minha cara.

    Ma: Eita! Será que ele estava te cantando? Ah, deixa pra lá e vem pra cama. Faz aquele machão do discurso pra mim, vai?

    Mimi: Ah, aquilo foi um estravaso. Você sabe que eu não sou assim.

    Ma: Ah, mas faz pra mim. Só hoje. Aquele bem machãozão, forte, viril! Me chama de lagartixa e me joga na parede. Ai!

    Mimi: Tá bem. Lá vai: Marcela, hoje amar-te-ei como nunca amei-te.

    Ma: Não! Mais forte. Machão. Igual ao discurso! Fala uns palavrões!

    Mimi: Certo: Amor, lambê-la-ei todinha. Dar-te-ei uns tapas em suas protuberâncias.

    Ma: Esquece, Michel.

    Mimi: Morder-te-ei até arrancar um naco.

    Ma: Para, Michel. Já perdeu o clima.

    Mimi: Só as cachorras! Hu, hu, hu, hu.

    Ma: É sério, chega! Tira esse penhoar e vem pra cama. E apaga a luz.

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone
    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    Satanás Abandona Temer

    untitled

    Satanás, o anjo caído, o cão chupando manga, o coisa ruim, decidiu abandonar Michel Temer depois das denúncias de Uéslei, Joesley, Jocelyr, Jocélio – sei lá – uma porra dessas.
    “Aqui no inferno temos critérios muito rigorosos sobre as pessoas que apoiamos. ” Disse Satã, complementando “Temer contrariou as regras mais básicas que suportam meu relacionamento com meus parceiros ao ser enganado por um açougueiro de Goiânia. Minha associação de longo prazo com Temer está comprometida. Já andam rindo de mim até no Céu. E o pessoal de lá tem o senso de humor de um quibe. Nossa turma costuma de destacar pela esperteza. Ao cometer esse tipo de erro primário, Temer se mostrou indigno do meu apoio.”.
    Perguntado sobre como vê o destino do antigo pupilo e do país, Satanás disse “Olha, o Brasil é muito pouco previsível, mas as perspectivas são de que ele – e vocês junto – acabem comendo o pão que eu amassei. Mas a vantagem é que amassando esse pão todo eu acabe dispensando meu personal trainer. Minhas coxas vão ficar ótimas”.
    Satanás fugiu de perguntas sobre o fato de ter sido o criador de duplas caipiras vindas de Goiânia para arruinar o Brasil. “Olha, eu confesso que lancei esse troço mais como piada. Se vocês acabaram consumindo esse troço não venham me culpar”.
    Encerrando a conversa, Satanás disse ter pouco orgulho das coisas que plantou no Brasil, mas não esconde a vaidade ao comentar aquela que considera sua melhor criação: Eduardo Cunha “O garoto é um prodígio, não é não? ”

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    Satanás Abandona Temer

    Satanás, o anjo caído, o cão chupando manga, o coisa ruim, decidiu abandonar Michel Temer depois das denúncias de Uéslei, Joesley, Jocelyr, Jocélio – sei lá – uma porra dessas.
    “Aqui no inferno temos critérios muito rigorosos sobre as pessoas que apoiamos. ” Disse Satã, complementando “Temer contrariou as regras mais básicas que suportam meu relacionamento com meus parceiros ao ser enganado por um açougueiro de Goiânia. Minha associação de longo prazo com Temer está comprometida. Já andam rindo de mim até no Céu. E o pessoal de lá tem o senso de humor de um quibe. Nossa turma costuma de destacar pela esperteza. Ao cometer esse tipo de erro primário, Temer se mostrou indigno do meu apoio.”.
    Perguntado sobre como vê o destino do antigo pupilo e do país, Satanás disse “Olha, o Brasil é muito pouco previsível, mas as perspectivas são de que ele – e vocês junto – acabem comendo o pão que eu amassei. Mas a vantagem é que amassando esse pão todo eu acabe dispensando meu personal trainer. Minhas coxas vão ficar ótimas”.
    Satanás fugiu de perguntas sobre o fato de ter sido o criador de duplas caipiras vindas de Goiânia para arruinar o Brasil. “Olha, eu confesso que lancei esse troço mais como piada. Se vocês acabaram consumindo esse troço não venham me culpar”.
    Encerrando a conversa, Satanás disse ter pouco orgulho das coisas que plantou no Brasil, mas não esconde a vaidade ao comentar aquela que considera sua melhor criação: Eduardo Cunha “O garoto é um prodígio, não é não? ”

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone
    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    Satanás Abandona Temer

    Satanás Abandona Temer

    Satanás, o anjo caído, o cão chupando manga, o coisa ruim, decidiu abandonar Michel Temer depois das denúncias de Uéslei, Joesley, Jocelyr, Jocélio – sei lá – uma porra dessas.
    “Aqui no inferno temos critérios muito rigorosos sobre as pessoas que apoiamos. ” Disse Satã, complementando “Temer contrariou as regras mais básicas que suportam meu relacionamento com meus parceiros ao ser enganado por um açougueiro de Goiânia. Minha associação de longo prazo com Temer está comprometida. Já andam rindo de mim até no Céu. E o pessoal de lá tem o senso de humor de um quibe. Nossa turma costuma de destacar pela esperteza. Ao cometer esse tipo de erro primário, Temer se mostrou indigno do meu apoio.”.
    Perguntado sobre como vê o destino do antigo pupilo e do país, Satanás disse “Olha, o Brasil é muito pouco previsível, mas as perspectivas são de que ele – e vocês junto – acabem comendo o pão que eu amassei. Mas a vantagem é que amassando esse pão todo eu acabe dispensando meu personal trainer. Minhas coxas vão ficar ótimas”.
    Satanás fugiu de perguntas sobre o fato de ter sido o criador de duplas caipiras vindas de Goiânia para arruinar o Brasil. “Olha, eu confesso que lancei esse troço mais como piada. Se vocês acabaram consumindo esse troço não venham me culpar”.
    Encerrando a conversa, Satanás disse ter pouco orgulho das coisas que plantou no Brasil, mas não esconde a vaidade ao comentar aquela que considera sua melhor criação: Eduardo Cunha “O garoto é um prodígio, não é não? ”

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone
    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    EDITORIAL: CHEGA! BASTA! CHEGA DE “BASTA!” BASTA DE “CHEGA!”

    guttemberg

    Chega!

    Basta!

    O país não aguenta mais tanta gente dizendo “basta!” e tanta gente dizendo “chega!”

    Ninguém suporta mais esse clima beligerante que tomou conta do Brasil. É preciso acabar com as divergências e unir a nação!

    Vamos todos dizer “Chasta!”.

    Ou talvez “Bega!”

    Pensando bem, “Chasta!”.

    Quer dizer, “Bega!”

    Isto é, “Chasta!”

     

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    EDITORIAL: CHEGA! BASTA! CHEGA DE “BASTA!” BASTA DE “CHEGA!”

    Chega!

    Basta!

    O país não aguenta mais tanta gente dizendo “basta!” e tanta gente dizendo “chega!”

    Ninguém suporta mais esse clima beligerante que tomou conta do Brasil. É preciso acabar com as divergências e unir a nação!

    Vamos todos dizer “Chasta!”.

    Ou talvez “Bega!”

    Pensando bem, “Chasta!”.

    Quer dizer, “Bega!”

    Isto é, “Chasta!”

     

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone
    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    EDITORIAL: CHEGA! BASTA! CHEGA DE “BASTA!” BASTA DE “CHEGA!”

    Chega!

    Basta!

    O país não aguenta mais tanta gente dizendo “basta!” e tanta gente dizendo “chega!”

    Ninguém suporta mais esse clima beligerante que tomou conta do Brasil. É preciso acabar com as divergências e unir a nação!

    Vamos todos dizer “Chasta!”.

    Ou talvez “Bega!”

    Pensando bem, “Chasta!”.

    Quer dizer, “Bega!”

    Isto é, “Chasta!”

     

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone
    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    A verdadeira gravação do presidento

    raspberry-pi-cassette-player-spotify-media-server-by-matt-brailsford-620x348

    O Republica dos Bananas, em mais um furo de reportagem,  teve acesso às verdadeiras gravações da conversa de um dos irmãos Batista (Linda e Dircinha), com o presidento não eleito.

    Reproduzimos abaixo, a parte mais importante e comprometedora.

     

    JB: Presidente… (inaudível) … 3 quilos de picanha e um de maminha.

    MT: Ahã.

    JB: (inaudível) … Asinha de frango e linguiça.

    MT: Mas e o (inaudível)?

    JB: Deixa descansando.

    MT: Anotei.

    JB: O carvão (inaudível) em brasa.

    MT: Tem que estar muito (inaudível)?

    JB: Sim. Espera (inaudível) dos dois lados.

    MT: Vai virando até (inaudível).

    JB: Isso (inaudível). Sirva com vinagrete.

    MT: Tem que manter isso aí.

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    A verdadeira gravação do presidento

    O Republica dos Bananas, em mais um furo de reportagem,  teve acesso às verdadeiras gravações da conversa de um dos irmãos Batista (Linda e Dircinha), com o presidento não eleito.

    Reproduzimos abaixo, a parte mais importante e comprometedora.

     

    JB: Presidente… (inaudível) … 3 quilos de picanha e um de maminha.

    MT: Ahã.

    JB: (inaudível) … Asinha de frango e linguiça.

    MT: Mas e o (inaudível)?

    JB: Deixa descansando.

    MT: Anotei.

    JB: O carvão (inaudível) em brasa.

    MT: Tem que estar muito (inaudível)?

    JB: Sim. Espera (inaudível) dos dois lados.

    MT: Vai virando até (inaudível).

    JB: Isso (inaudível). Sirva com vinagrete.

    MT: Tem que manter isso aí.

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone
    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    A verdadeira gravação do presidento

    O Republica dos Bananas, em mais um furo de reportagem,  teve acesso às verdadeiras gravações da conversa de um dos irmãos Batista (Linda e Dircinha), com o presidento não eleito.

    Reproduzimos abaixo, a parte mais importante e comprometedora.

     

    JB: Presidente… (inaudível) … 3 quilos de picanha e um de maminha.

    MT: Ahã.

    JB: (inaudível) … Asinha de frango e linguiça.

    MT: Mas e o (inaudível)?

    JB: Deixa descansando.

    MT: Anotei.

    JB: O carvão (inaudível) em brasa.

    MT: Tem que estar muito (inaudível)?

    JB: Sim. Espera (inaudível) dos dois lados.

    MT: Vai virando até (inaudível).

    JB: Isso (inaudível). Sirva com vinagrete.

    MT: Tem que manter isso aí.

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone
    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    PIADA DIZENDO QUE CARREIRA DE AÉCIO VIROU PÓ É DETIDA POR SER PRONTA DEMAIS

    Captura de Tela 2017-05-18 às 10.55.53

    Outra piada que também foi conduzida coercitivamente para depoimento, pela prontidão excessiva, é a de que Temer teve um colapso ao chegar em casa e ver Marcela vestida num tomara-que-caia. Prosseguem as investigações.

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    PIADA DIZENDO QUE CARREIRA DE AÉCIO VIROU PÓ É DETIDA POR SER PRONTA DEMAIS

    Outra piada que também foi conduzida coercitivamente para depoimento, pela prontidão excessiva, é a de que Temer teve um colapso ao chegar em casa e ver Marcela vestida num tomara-que-caia. Prosseguem as investigações.

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone
    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    PIADA DIZENDO QUE CARREIRA DE AÉCIO VIROU PÓ É DETIDA POR SER PRONTA DEMAIS

    Outra piada que também foi conduzida coercitivamente para depoimento, pela prontidão excessiva, é a de que Temer teve um colapso ao chegar em casa e ver Marcela vestida num tomara-que-caia. Prosseguem as investigações.

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone
    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    República dos Bananas Conta os Bastidores da Troca de Segredos de Trump com os Russos

    untitled

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, revelou informações secretas ao ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, e ao embaixador do país em Washington, Sergey Kislyak, quando os recebeu na última semana na Casa Branca.

    O República dos Bananas teve acesso exclusivo à transcrição da conversa.
    Lavrov: Donald, tenho uma coisa chata para te contar. Disseram para o Putin que você é tratado como um bundão pela CIA e eles não te contam nada de confidencial
    Donald: É mentira! Eu sei de tudo que acontece.
    Kislyak: O Putin morre de rir. Diz que os serviços de inteligência escondem as coisas de você.
    Donald: Diz pro Putin que eu sei mais das putaria que ele
    Lavrov: Tudo bem. Mas ele só vai acreditar se você provar.
    Donald (olhando para os lados): Olha, vou contar uma pra vocês que chegou fresquinha de Israel. Disseram para eu não falar nada para ninguém, que vou prejudicar Israel, mas não vou deixar o Putin pensar que eu sou um cuzão…
    Kislyak: Desculpa, Don, mas a gente não acredita…
    Donald: É mesmo. Vocês sabiam que Israel disse para a gente que o ISIS vai usar laptops para explodir nossos aviões…
    Lavrov: Papo furado…
    Donald: É nada. Olha aqui o relatório super-mega-blister- confidencial que eu recebi hoje de manhã
    Kislyak: Dá pra arrumar uma cópia pra gente?
    Donald: Claro. Isso é pra mostrar por Putin quem é o fodão aqui na Casa Branca.
    Kislyak: Mas garanto que você não sabe quem são seus agentes operando na Rússia…
    Donald: Tá de brinks. Olha aqui o papel. Tem o nome, o endereço, tudo de todos eles. Tem até as fotografias. Aqui eu sou o pica das galáxias.
    Lavrov: Deixa eu ver essa porra
    Donald: Tá aqui. Esfrega na cara do Putin. Isso é pra ele ver quem manda aqui.
    Kislyak: Mas garanto que os códigos nucleares você não tem?
    Donald (abrindo a maleta): Olha aqui. O código é 12345. Pode ver. Eles simplificaram para eu poder lembrar…
    Kislyak: A gente vai ter que levar a maleta para comprovar
    Donald: Mas devolve depois, hein. O pessoal do Serviço Secreto fica puto quando eu empresto essa maletinha.
    Lavrov: Claro.
    Donald: Diz uma coisa. Lembra daqueles vídeos das meninas fazendo pipi na cama? Dá pra devolver?
    Lavrov: Olha, a internet tá meio lenta, então não vai dar pra te passar agora. Mas uma hora a gente devolve. Bom, tchau que a gente tem um voo para Moscou agora.
    Donald: Mostra essa porra pro Putin. Quero ver ele me chamar de cuzão agora!!!
    Lavrov: É. Ele vai se arrepender. Muito.

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    República dos Bananas Conta os Bastidores da Troca de Segredos de Trump com os Russos

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, revelou informações secretas ao ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, e ao embaixador do país em Washington, Sergey Kislyak, quando os recebeu na última semana na Casa Branca.

    O República dos Bananas teve acesso exclusivo à transcrição da conversa.
    Lavrov: Donald, tenho uma coisa chata para te contar. Disseram para o Putin que você é tratado como um bundão pela CIA e eles não te contam nada de confidencial
    Donald: É mentira! Eu sei de tudo que acontece.
    Kislyak: O Putin morre de rir. Diz que os serviços de inteligência escondem as coisas de você.
    Donald: Diz pro Putin que eu sei mais das putaria que ele
    Lavrov: Tudo bem. Mas ele só vai acreditar se você provar.
    Donald (olhando para os lados): Olha, vou contar uma pra vocês que chegou fresquinha de Israel. Disseram para eu não falar nada para ninguém, que vou prejudicar Israel, mas não vou deixar o Putin pensar que eu sou um cuzão…
    Kislyak: Desculpa, Don, mas a gente não acredita…
    Donald: É mesmo. Vocês sabiam que Israel disse para a gente que o ISIS vai usar laptops para explodir nossos aviões…
    Lavrov: Papo furado…
    Donald: É nada. Olha aqui o relatório super-mega-blister- confidencial que eu recebi hoje de manhã
    Kislyak: Dá pra arrumar uma cópia pra gente?
    Donald: Claro. Isso é pra mostrar por Putin quem é o fodão aqui na Casa Branca.
    Kislyak: Mas garanto que você não sabe quem são seus agentes operando na Rússia…
    Donald: Tá de brinks. Olha aqui o papel. Tem o nome, o endereço, tudo de todos eles. Tem até as fotografias. Aqui eu sou o pica das galáxias.
    Lavrov: Deixa eu ver essa porra
    Donald: Tá aqui. Esfrega na cara do Putin. Isso é pra ele ver quem manda aqui.
    Kislyak: Mas garanto que os códigos nucleares você não tem?
    Donald (abrindo a maleta): Olha aqui. O código é 12345. Pode ver. Eles simplificaram para eu poder lembrar…
    Kislyak: A gente vai ter que levar a maleta para comprovar
    Donald: Mas devolve depois, hein. O pessoal do Serviço Secreto fica puto quando eu empresto essa maletinha.
    Lavrov: Claro.
    Donald: Diz uma coisa. Lembra daqueles vídeos das meninas fazendo pipi na cama? Dá pra devolver?
    Lavrov: Olha, a internet tá meio lenta, então não vai dar pra te passar agora. Mas uma hora a gente devolve. Bom, tchau que a gente tem um voo para Moscou agora.
    Donald: Mostra essa porra pro Putin. Quero ver ele me chamar de cuzão agora!!!
    Lavrov: É. Ele vai se arrepender. Muito.

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone
    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone

    República dos Bananas Conta os Bastidores da Troca de Segredos de Trump com os Russos

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, revelou informações secretas ao ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, e ao embaixador do país em Washington, Sergey Kislyak, quando os recebeu na última semana na Casa Branca.

    O República dos Bananas teve acesso exclusivo à transcrição da conversa.
    Lavrov: Donald, tenho uma coisa chata para te contar. Disseram para o Putin que você é tratado como um bundão pela CIA e eles não te contam nada de confidencial
    Donald: É mentira! Eu sei de tudo que acontece.
    Kislyak: O Putin morre de rir. Diz que os serviços de inteligência escondem as coisas de você.
    Donald: Diz pro Putin que eu sei mais das putaria que ele
    Lavrov: Tudo bem. Mas ele só vai acreditar se você provar.
    Donald (olhando para os lados): Olha, vou contar uma pra vocês que chegou fresquinha de Israel. Disseram para eu não falar nada para ninguém, que vou prejudicar Israel, mas não vou deixar o Putin pensar que eu sou um cuzão…
    Kislyak: Desculpa, Don, mas a gente não acredita…
    Donald: É mesmo. Vocês sabiam que Israel disse para a gente que o ISIS vai usar laptops para explodir nossos aviões…
    Lavrov: Papo furado…
    Donald: É nada. Olha aqui o relatório super-mega-blister- confidencial que eu recebi hoje de manhã
    Kislyak: Dá pra arrumar uma cópia pra gente?
    Donald: Claro. Isso é pra mostrar por Putin quem é o fodão aqui na Casa Branca.
    Kislyak: Mas garanto que você não sabe quem são seus agentes operando na Rússia…
    Donald: Tá de brinks. Olha aqui o papel. Tem o nome, o endereço, tudo de todos eles. Tem até as fotografias. Aqui eu sou o pica das galáxias.
    Lavrov: Deixa eu ver essa porra
    Donald: Tá aqui. Esfrega na cara do Putin. Isso é pra ele ver quem manda aqui.
    Kislyak: Mas garanto que os códigos nucleares você não tem?
    Donald (abrindo a maleta): Olha aqui. O código é 12345. Pode ver. Eles simplificaram para eu poder lembrar…
    Kislyak: A gente vai ter que levar a maleta para comprovar
    Donald: Mas devolve depois, hein. O pessoal do Serviço Secreto fica puto quando eu empresto essa maletinha.
    Lavrov: Claro.
    Donald: Diz uma coisa. Lembra daqueles vídeos das meninas fazendo pipi na cama? Dá pra devolver?
    Lavrov: Olha, a internet tá meio lenta, então não vai dar pra te passar agora. Mas uma hora a gente devolve. Bom, tchau que a gente tem um voo para Moscou agora.
    Donald: Mostra essa porra pro Putin. Quero ver ele me chamar de cuzão agora!!!
    Lavrov: É. Ele vai se arrepender. Muito.

    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone
    Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestEmail this to someone